As raposas do circo da evolução

7450860244_1a3947a426_b

Um grande espetáculo tem sempre o intuito de entreter, seja colocando você no modo “panis et circense” ou não.

Para espetáculos assim utilizamos o que temos de inferior a nós no meio, a não ser que você seja usuário da internet e usufrua de meios tecnológicos para se entreter como a maravilhosa NETFLIX.

Touros, gatos, cachorros, Leões… Há séculos domesticados e humilhados. Mas existe um feroz animal “Indominável” que ao virar “entretenimento” nos deu um presente, uma boa prova da evolução, uma mudança dada pelo meio.

D. K Belyaev e seus colegas capturaram raposas-preteadas:  Vulpes Vulpes e passaram a cruzá-las sistematicamente, com objetivo de obter animais mais mansos. O êxito foi impressionante, não só pelo sucesso mas por sua velocidade.

Cruzando os indivíduos mais mansos de cada geração, Belyaev obteve em 20 anos, raposas que se comportavam como cães da raça border corllie, procuravam companhia humana e abanavam a cauda para quem se aproximava.  Não só isso, além da docilidade as raposas ganharam pelagem preta e branca, com manchas brancas na face do focinho. No lugar das características orelhas empinadas das raposas selvagens, ganharam orelhas caídas. O seu equilíbrio reprodutivo mudou e elas adquiriram o hábito de reproduzir-se o ano todo em vez de uma temporada específica. Apresentaram níveis mais elevados de serotonina neuramente ativa, o que provavelmente tem relação com sua menor agressividade.

Sem dúvida a evolução dos cães a partir dos lobos foi semelhante a história simulada por Belyaev com as raposas, com a diferença de que Belayev estava deliberadamente fazendo cruzamento visando à docilidade.

Referências e Fontes:

Livro: A grande história da Evolução: Na trilha dos nossos ancestrais, Richard Dawkins

Link: “http://www.americanscientist.org/issues/pub/early-canid-domestication-the-farm-fox-experiment/1

Link2:”http://www.scielo.cl/pdf/gayana/v73s1/art06.pdf

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *